Sol em Aquário
January 20, 2020
Sol em Peixes
February 16, 2020
Show all

Urano: a Crise dos 40 e a Mudança de Vida rumo à Autenticidade

Revista Saber Viver

 

Pois… entrou nos famosos “entas”. A ideia da finitude da existência começa a passar-lhe pela cabeça com mais insistência. O que quer fazer, daqui para a frente, passa a assumir uma enorme importância a partir do momento em que encara, realisticamente, a verdade de que não estamos nesta vida para sempre.

E o que tem Urano a ver com isto? Na linguagem astrológica tem a ver e muito. Se não, ora veja: até à sua descoberta, Saturno era o último planeta visível a olho nu (representa, entre outras coisas, limites, restrições, conformidade, passado, estrutura, fundações, tempo). Em 1781, Urano foi avistado – foi a época do Iluminismo, da Revolução Francesa, da Independência dos EUA. A sua órbita em redor da Terra é de 84 anos.

Urano, regente de Aquário, representa a capacidade de romper com as limitações e de ressurgir com um novo sentido de liberdade. Propõe um novo conceito do Eu, traz-nos o impulso para nos renovarmos, para traçarmos novos caminhos e alerta-nos para a importância da autenticidade.

Traz como temas a quebra de conceitos e formas, que estiveram obsoletas e que tenham cristalizado nos egos e nas estruturas. Fala da forma como somos capazes de lidar com a liberdade ou a falta dela.

Urano é a energia eléctrica que nos percorre o corpo e nos faz sentir vivas. Sendo uma energia criativa por excelência, desencadeia ideias novas sobre a vida, estimula-nos a tomar consciência do que precisamos perceber sobre o que já não nos satisfaz e a fazer as mudanças necessárias no estilo de vida.

Tomar decisões precipitadas, porque precisa de provar a si mesma que é capaz de recuperar o tempo perdido, pode não ser nem a única nem a melhor solução.

A oposição de Urano, por volta dos 42 anos, remete-nos para o que se passava connosco quando tínhamos 21 anos. Pode ser boa ideia reflectir nas seguintes questões, para perceber quão bem se saiu:

 

    • Quais eram as suas expectativas em relação ao futuro?
    • O que iria fazer diferente daquilo que era o que conhecia?
    • Como se queria afirmar na sociedade, na família, no trabalho?
    • Como imaginava que seria, quando fosse livre e autónoma?

 

Qual é o saldo?
No meio das respostas que damos a estas e outras questões, podemos ainda aferir do grau de autoestima que temos e desenvolvemos.

Muitas coisas devem ser tidas em consideração quando se pensa em fazer mudanças profundas na chamada “crise da meia idade”; devemos lembrar-nos de que as mudanças externas são o reflexo do que se passa interiormente e que as insatisfações internas são projectadas no exterior gerando, muitas vezes, confusão e caos.

É comum a sensação de constante agitação, irritabilidade, impaciência, um desejo quase que absoluto de se livrar das suas obrigações.

Imagine que escolheu um casamento calmo e seguro e percebe que já não é isso que quer. Ou que a carreira, à qual dedicou toda a sua vida, está longe de a satisfazer. Tomar decisões precipitadas, porque precisa de provar a si mesma que é capaz de recuperar o tempo perdido, pode não ser nem a única nem a melhor solução.

As mudanças podem ser feitas avaliando profunda e construtivamente o que se encontra subjacente à insatisfação, ao invés de acreditar que a única solução que tem é deitar tudo fora e começar do zero

Há que perceber como criar o futuro, de modo a potenciar a realização dos seus objectivos.

É altura de perceber no que é que se transformou a sua vida. O que é que acabou por ser prioritário? No processo, perdeu-se de si mesma? Onde é que ficaram os sonhos?

Para quem vive muito identificado e dependente de estruturas que lhe tragam a sensação de segurança, a energia de Urano pode ser altamente desestabilizadora por trazer insatisfação e desconforto.

Há que perceber como criar o futuro, de modo a potenciar a realização dos seus objectivos. Há que trazer de volta o gosto pela novidade, pela excitação e pela descoberta de si e da vida.

A área de vida mais estimulada pela oposição de Urano (Urano, no céu, opõe-se ao ponto em que estava no momento do seu nascimento) irá mostrar-lhe onde existe uma maior necessidade de expansão, descondicionamento, criatividade e liberdade.

Pode ser de uma grande mais valia reavaliar o seu sistema de valores, bem com o perceber que emoções a condicionam e que crenças e decisões limitadoras tem transportado consigo, mas que já não fazem sentido na nova etapa que se inicia.

Urano convida-a a responder a “Quem sou Eu?” e “Quem é que eu quero ser daqui para a frente?”.

 

Revista Saber Viver – Fevereiro 2020

 

veja também:

Viver Consciente ou em Piloto Automático

Os Planetas Regentes

Sol em Aquário

 

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.